Velocidade no carregamento de sites, otimização de conteúdo e recursos de segurança são apenas algumas das vantagens do CloudFlare. Recomendado para todos os tipos de página, é, sem dúvida, um serviço que não pode faltar em seu site.

Imagine que seu site está hospedado em São Paulo (BRA) e um usuário visita sua página em Los Angeles (EUA). Cada uma das solicitações feitas pelo usuário tem de fazer uma longa viagem (dos Estados Unidos para o Brasil e, logo após, o caminho inverso). Se seu site contém cerca de 150 objetos (entre imagens, CSS, JS e outros), o navegador do usuário que o acessa terá de fazer 150 requisições individuais ao seu servidor para que todos os conteúdos sejam entregues e exibidos corretamente. Geralmente, a latência (velocidade de deslocamento de uma informação de um ponto a outro) entre esses dois países inicia em 180 milisegundos. Considerando que o tempo de carregamento dentro do próprio país pode atingir uma média de 20 milisegundos, trata-se de uma latência elevada, e que ainda pode ser ampliada, para usuários que acessam a página via 3G, por exemplo.

Antes de tudo: o que é CDN?

Em resumo: sua página terá um tempo de carregamento muito maior, resultando em uma experiência pouco agradável para o usuário (e no abandono do site) e até mesmo prejudicando seu ranqueamento em mecanismos de busca, como o Google.

A boa notícia é que essa inconveniência pode ser facilmente resolvida com o uso de CDN.

Sobre a CloudFlare

Criada em 2009, a CloudFlare está sediada na Califórnia, Estados Unidos. Projetada para ampliar a velocidade de carregamento, garantir a segurança e aprimorar a inteligência de websites, é vista atualmente como a melhor solução em CDN do mercado. Trata-se de um serviço híbrido, onde diversas funcionalidades estão integradas, além da distribuição de conteúdo, como a otimização de páginas e recursos de proteção. Também é conhecida como CDN pure-play, bastante distinta em nível cultural e de desenvolvimento, já que oferece um serviço totalmente focado. Além de uma interface intuitiva, fácil configuração e ótima documentação, a CloudFlare disponibiliza seus principais recursos de forma gratuita (sem restrição de tempo) e conta com 76 datacenters estrategicamente posicionados ao redor do mundo.

Mesmo que todos os tipos de sites possam se beneficiar dos serviços CloudFlare, é possível destacar alguns tipos, cujo CDN pode fazer toda a diferença: sites lentos e com alta utilização de servidor; sites com pico de tráfego motivado por datas sazonais ou campanhas de marketing; e-commerces e sites empresariais; blogs em WordPress ou com alta vulnerabilidade de segurança; sites com alto risco de invasão ou de ataques DDoS. Ao ativar a CloudFlare, sites desses tipos, além de carregarem mais rápido, com redução de carga de servidor (podendo chegar a 60%) e praticamente zero configuração, permanecem online mesmo com alta carga de requisições e estão plenamente seguros contra ameaças de segurança e tráfegos maliciosos. Todas essas vantagens estão baseadas em uma tríade de recursos: velocidade, segurança e inteligência.

Fonte: Umbler Blog